sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Madrugada vagaba

Meu lugar está momentaneamente vago,
Pois, noctívago, saí a vagar
Pela vagabunda madrugada,
Que nada faz e tudo silencia,
E só assim me permite ouvir
Seu estrondoso sussurro, que me diz:
-Aproveita, daqui a pouco é dia.

Um comentário:

Gabriela Bezerra disse...

Gostei, visse?


Abraços,
Gabriela